Mangualde

Versão para impressão

MangualdeAssenta num airoso planalto, bastante fértil, a 545m de altitude, na margem esquerda do Rio Dão e na vertente da margem direita do Mondego.
Mangualde recebeu foral dos condes D. Henrique e Dª. Teresa, e foi vila desde 1218 a 1986, data em que passou a cidade.

A sua História remonta ao Período Neolítico, do qual é vestígio a Anta da Cunha Baixa, que data de 3250 a 2750 A.C. Por aqui passou uma das principais Vias Romanas da Lusitânia, que ligava Mérida (Emmerita Augusta) a Braga (Bracara Augusta). Ao longo do seu trajecto são visivéis os Marcos Milários (colunas que indicavam sa distâncias em milhas), a Árula (altar de pequenas dimensões dedicado ao Deus Júpiter) e as Aras (altares de grandes dimensões) de Casais, dedicada a divindades locais ou familiares, e a de Fresta, funerária.

De interesse a Igreja Matriz, do séc. XII, a Igreja da Misericórdia, do séc. XVIII, a Casa ou Palácio da Anadia, do séc. XVII, e o Santuário de Nossa Senhora do Castelo, que em tempos foi uma antiga mesquita. Este santuário está siutado a 627m de altura, proporcionando uma vista maravilhosa da paisagem envolvente.

 

Municípios Associados:

Aguiar da Beira | Carregal do Sal | Castro Daire | Gouveia | Mangualde | Mortágua | Nelas | Oliveira de Frades | Oliveira do Hospital | Penalva do Castelo | Sta. Comba Dão | São Pedro do Sul | Sátão | Seia | Tábua | Tondela | Vila Nova de Paiva | Viseu | Vouzela